Sérgio Moro tenta se afastar da ‘tour des blondes’ do MBL

Sérgio Moro e Arthur do Val, o Mamãe Falei (Reprodução/Arquivo pessoal)

Pegou mal a fala do deputado estadual de São Paulo Arthur do Val, o Mamãe Falei, sobre as refugiadas ucranianas. O deputado, que pertence ao MBL (Movimento Brasil Livre), esteve na Ucrânia na semana passada para, segundo ele, “levar doações” para os refugiados. O MBL arrecadou R$ 180 mil.

Só que o parlamentar enviou áudios para um grupo de WhatsApp dizendo que as ucranianas são “fáceis porque são pobres”, entre outras PÉROLAS. Segundo ele, o líder do MBL, Renan Santos, faz todos os anos uma “tour des blondes” (“turnê das loiras”) na Europa, procurando cidades pobres para conseguir mulheres “mais facilmente” (na visão deles). Do Val disse que voltaria para o país depois da guerra.

Arthur do Val é filiado ao Podemos, partido pelo qual Sérgio Moro, ex-consultor da Alvarez & Marsal Management Consulting, pretende disputar a presidência da República. O parlamentar chegou a aparecer em vídeos com Moro, que antes de atuar na Alvarez & Marsal chegou a ser juiz (ele largou a magistratura para ser ministro e mandar a Polícia Federal investigar meia dúzia de punks que tiravam sarro do Jair). No fim de semana, o ex-juiz tentou se distanciar do “tour de blonde”.

“Jamais comungarei com visões preconceituosas, que podem inclusive ser configuradas como crime”, disse Moro em nota. “Jamais dividirei meu palanque e apoiarei pessoas quem têm esse tipo de opinião e comportamento. Espero que meu partido se manifeste brevemente diante da gravidade que a situação exige”. No fim do ano passado, Arthur do Val disse que os dois estariam no mesmo palanque nas eleições deste ano. Renan Santos desmentiu o companheiro de MBL e disse que nunca fez “turnê de loiras” na Europa.

Equipe INDEX