Russos chegam a Kiev e presidente da Ucrânia pede para população se armar

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky (ao centro) promete resistir (Foto: Presidência da República da Ucrânia)

As tropas russas chegaram nesta sexta-feira (25) à região da capital da Ucrânia, Kiev, após a invasão da madrugada de quinta-feira, informam as agências internacionais, e o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky anunciou a distribuição de armas para os cidadãos. Ele proibiu que homens com menos de 60 anos deixem o país e recomendou que a população prepare coquetéis molotov.

Misseis russos atingiram Kiev na manhã desta sexta e vários prédios foram danificados. Pelo menos 25 civis já morreram no conflito, segundo o governo da Ucrânia. O total de ucranianos mortos é de 137. Kiev tem 3 milhões de habitantes e pelos menos 100 mil ucranianos deixaram o país, rumo à Polônia e à Romênia, segundo a Agência das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), e pelos menos 100 mil estão desabrigados. A ONU estima que pelo menos 5 milhões de ucranianos deverão deixar o país.

Zelensky disse que pretende resistir e as tropas ucranianas estão se posicionando em Kiev à espera dos russos. O Ministério russo da Defesa confirmou que o Exército do país já está em Kiev e garantiu que áreas residenciais não serão atingidas.

Com informações das agências internacionais