Embaixador da Ucrânia na ONU sugere que Putin ‘se mate em um bunker’

Sergiy Kyslytsya em pronunciamento na ONU nesta segunda-feira (Foto: Reprodução/Youtube)

O embaixador ucraniano nas Organização das Nações Unidas (ONU), Sergiy Kyslytsya, sugeriu nesta segunda-feira (28) que o presidente russo Vladimir Putin se mate ao invés de provocar uma guerra nuclear. A assembleia extraordinária da ONU foi convocada neste domingo para discutir a guerra na Ucrânia.

Kyslytsya comparou Putin ao ditador nazista Adolf Hitler. “Ele (Putin) não precisa de armas nucleares para se matar. Pode fazer como aquele cara em Berlim, em maio de 1945, e se matar e um bunker”. No dia 24, o perfil oficial do governo da Ucrânia no Twitter publicou uma em que Hitler afaga Putin (veja abaixo).

Imagem publicada pelo governo da Ucrânia (Reprodução/Twitter)

Reunião sem avanços

Terminou sem avanços a reunião entre representantes da Ucrânia e da Rússia, na fronteira ucraniana com Belarus. Os representantes da Ucrânia pediram um cessar-fogo imediato, o que foi negado. Os russos anunciaram uma nova reunião de negociações.

Com informações das agências internacionais