Equipamento da Nasa pode alertar para o risco de erupções vulcânicas

O Nachos monitora os gases atmosféricos (Foto: Nasa)

A Nasa, a agência espacial norte-americana, lançou um instrumento protótipo que pode facilitar o monitoramento da atividade vulcânica e da qualidade do ar. O Nachos está a bordo de um satélite, cerca de 300 milhas (480 quilômetros) acima da superfície da Terra. O nome vem de “Nanosat Atmospheric Chemistry Hyperspectral Observation System”, que pode localizar fontes de gases em áreas tão pequenas quanto 0,15 milhas quadradas.

Se for bem-sucedido, o Nachos será o menor instrumento espacial de maior resolução dedicado ao monitoramento de gases atmosféricos como dióxido de enxofre e dióxido de nitrogênio, abrindo caminho para futuros sistemas de observação da Terra que não apenas contribuirão para prever erupções vulcânicas, mas também ajudarão no monitoramento da qualidade do ar em cidades, bairros e usinas de energia.

O satélite Northrop Grumman Cygnus, que utiliza o Nachos (Foto: Nasa/Divulgação)

“Um vulcão adormecido apenas acordando pode emitir dióxido de enxofre antes que haja qualquer atividade sísmica detectável. Isso nos dá a chance de identificar um vulcão em potencial em erupção antes que ele realmente exploda”, disse Steve Love, pesquisador e líder de tarefas do Grupo de Sensoriamento Espacial e Remoto do Laboratório Nacional de Los Alamos (LANL) do Departamento de Energia da Nasa.

Com informações da Agência de Notícias da Nasa.